11° EDIÇÃO DO BATBACUMBA TRAZ GESTOS SONOROS EM SÃO PAULO

Padrão

Neste sábado (10) 11ª edição da festa Batbacumba leva para o palco do Mundo Pensante a banda Gestos Sonoros, referência nacional em Soundpainting e que produz música orgânica com percussões típicas da cultura latino-americana e um quarteto composto por guitarrabaixo e dois sopros tocando temas e improvisações que mesclam afrobeat com ritmos populares brasileiros. 

Idealizado e regido por Bruno Duarte, o grupo foi inspirado no trabalho do músico argentino Santiago Vasquez (criador do grupo La Bomba de Tiempo). A improvisação conduzida por Bruno gera interações de muita energia entre os músicos, criando uma atmosfera propícia à criação coletiva com a plateia, inclusive.  

bat

A festa ocorre mensalmente na casa e é organizada pelo coletivo Batbacumba Auê, que aproxima os artistas, produz e proporciona uma experiência única a cada edição, explorando a arte e a musicalidade da cultura afro-brasileira.

Na pista o DJ João Laion (residente da festa) toca seu famoso set de batbacumbarias, que combina ritmos como côco, rabeca, xaxado, xote, forró, baião, maracatu, carimbó e lambada e completa o time o DJ Rics Madruga (da festa Kandonghê) que toca o melhor dos ritmos africanos como kuduro, bounce, hard kizomba, kazukuta, bassemba, zouk bass, tuki, tarraxinha, ghetto tech, funaná, sungura, ragga, rebita e kabetula.

A arte fica por conta de Donizeti de Paula, referencia na noite paulistana por suas pinturas corporais e sua pesquisa de simbologias e tribos. Ele irá pintar os rostos dos convidados com pinturas tribal, indígena e simbolos especialmente pesquisadas para compor a temática da festa.

Durante a noite também haverá projeção do vídeo Batbacumbarias, projetado pelo próprio coletivo. E os quitutes vegan preparados pelas chefs Fer Martinelli e Karol Flores, serão servidas esfirras e cup cakes de vários sabores.

Anúncios