Pink Floyd sobre Pandora: "Eles estão enganando os artistas"

Padrão
Divulgação

Divulgação

Marcelo de Assis

Os remanescentes do Pink Floyd entraram em uma grande briga com o serviço de música por streaming Pandora. De acordo com a Billboard, os músicos afirmaram que a plataforma de música digital  estaria enganando os artistas para que eles apoiem um corte no recebimento de royalties.

Tal acusação, impressa inicialmente pelo Business Insider, irritou os executivos da Pandora que alegaram imediatamente que os músicos receberam informações “terrívelmente deturpadas” e que há uma campanha em grande projeção  para “desinformar e agitar os artistas”.

E não para por aí: os músicos Roger Waters, David Guilmor e Nick Mason acusaram o Pandora de reduzir o pagamento que os artistas recebem por músicas tocadas na rádio digital em 85% em 2012.

Os problemas de relacionamento do Pink Floyd com a música digital não é recente: a banda, considerada uma das maiores de todos os tempos processou a gravadora EMI em 2010 por ter permitido o download de músicas avulsas no iTunes, além de demorarem para concordar em distribuir suas músicas no serviço Spotify.

[youtube_sc url=”http://www.youtube.com/watch?v=uZqS7LAyup4″%5D

Anúncios

Celulares atraem mais ouvintes de radios web nos EUA, aponta estudo

Padrão
Divulgação

Divulgação

Marcelo de Assis, da redação

De acordo com um estudo realizado pela empresa norte-americana NPD, os jovens norte-americanos preferem ouvir as suas rádios web preferidas através de seus aparelhos celulares.

Relatórios das rádios Pandora e iHeartRadio apontam que mais da metade de seus ouvintes têm esta preferência. Outro dado interessante é que 18% dos portadores de smartphones também ouvem as rádios web diariamente, contra 32% que preferem ouvir músicas baixadas pela internet.

Serviços de streaming também crescem na preferência dos ouvintes

A NPD também revelou que as empresas que fornecem serviço de streaming tiveram um aumento de 47% de ouvintes vindo de usuários com smartphones. O Pandora é o mais utilizado por eles, somando 39% dos ouvintes com idade entre 13 e 35 anos. O iHeart é o segundo mais acessado com apenas 11% e o Spotify com 9%.

Esses dados refletem o crescimento da familiarização dos ouvintes com a música digital. Os serviços de streaming acima citados estão em alta e isso potencializa, inclusive, as vendas de música digital no mundo.

No Brasil, a ABPD (Associação Brasileira dos Produtores Fonográficos) concede certificações de Ouro, Platina e Diamante às vendas expressivas de música digital.

O mesmo também ocorre nos EUA onde a RIAA (Recording Industry Association Of America) confere essas mesmas certificações aos seus artistas.