The Beatles: fotógrafo divulga mais de 6 mil fotos inéditas

Padrão
John Lennon bricando com Henry Grossman. Foto: Ringo Starr / Divulgação

John Lennon bricando com Henry Grossman em 1965. Foto: Ringo Starr / Divulgação

Marcelo de Assis, da redação

O fotógrafo Henry Grossman afirmou ter mais de 6 mil fotos dos Beatles que nunca foram divulgadas. As informações são da emissora norte-americana CNN.

O acervo inédito deverá se transformar em um livro de 528 páginas com o título Places I Remember: My Time With the Beatles.

Grossman fotografou os Fab Four pela primeira vez em 1964 durante o lendário Ed Sullivan Show, no mesmo estúdio onde é transmitido atualmente o talk-show de David Letterman pela CBS.

Seis meses depois daquela ocasião, Henry Grossman afirma ter testemunhando os músicos em momentos de descontração, como Ringo Starr jogando pôquer com os seus amigos e George Harrison com a sua namorada distraidos com o seu Banco Imobiliário.

Grossman, que já fotografou outros  nomes emblemáticos do rock como os Rolling Stones e o Greatful Dead, confessou: “Eles eram quatro caras únicos que poderiam se reunir e manter sua individualidade”, E completou:  “Eu admirava quem eles eram.”

Canção raríssima de Paul McCartney é encontrada

Padrão
Divulgação

Divulgação

Marcelo de Assis, da redação

Uma canção inédita de Paul McCartney foi encontrada nos últimos meses pelo músico Peter Asher. A música A World Without Love foi escrita por McCartney que, por sua vez, deu a Asher quando este tinha um duo chamado Peter & Gordon.

Conforme relata o semanário inglês The New Musical Express, Asher era o irmão da então namorada de McCartney, Jane Asher. No entanto não há registros de que Paul McCartney tenha gravado ela no Reino Unido.

O que se sabe é que A World Without Love alcançou o topo das paradas britânicas em fevereiro de 1964 com Peter & Gordon e que, a fita encontrada recentemente contém McCartney cantando e tocando violão nesta canção.

Ahser conta que John Lennon (1940-1980) chegou a ouvir a canção mas não quis gravar, por não ter gostado da composição.

A gravação está armazenada em uma fita DAT (Digital Audio Tape) e esta guardada em Los Angeles por Peter Asher. Ainda não existe planos para liberar a gravação ao público mas existe a possibilidade de Asher utilizar ela em suas apresentações.

Também foi encontrada, na mesma fita, uma gravação dos Beatles, I´ll Follow The Sun.

Canção dos Beatles passa a ser de domínio público. Entenda o porquê

Padrão
Divulgação

Divulgação

Marcelo de Assis, da redação

A célebre canção dos Beatles Love Me Do passa a ser de domínio público. O prazo de proteção por direitos autorais se encerrou no dia 31 de dezembro de 2012.

Ou seja, o limite dos direitos cessam após 50 anos de utilização. A canção P.S. I Love You, que também foi lançada no mesmo compacto, também está inserida na atual lei da União Européia. Mesmo assim as gravadoras estão na luta para aumentar este prazo, por, pelo menos 75 anos.

No entanto, uma nova lei, que deverá ser conhecida como use ou perca está prestes a ser sancionada na Europa para gravações anteriores à 1963. Ou seja: se não houverem lançamentos com as obras originais dos artistas destas épocas, com radiodifusões ou relançamentos, a lei é aplicada e toda a obra passará pelo mesmo processo do domínio público.

[youtube_sc url=”http://www.youtube.com/watch?v=b2OUzvDURok”%5D

JOHN LENNON É ELEITO " O MAIOR ICONE MUSICAL DOS ÚLTIMOS 60 ANOS"

Padrão

O saudoso ex-Beatle John Lennon (1940-1980) foi eleito, por votação realizada pelo semanário inglês The New Musical Express como o Maior Ícone Musical dos Últimos 60 Anos.

Foram contabilizados mais de 160 mil votos em um período de um ano e meio. Várias personalidades musicais da Grâ-Bretanha e Estados Unidos tiveram seus nomes citados na pesquisa, entre eles Jimi Hendrix, Kurt Cobain e Amy Winehouse.

Esta pesquisa celebra os 60 anos do The New Musical Express. Confira abaixo os dez mais votados:

1. John Lennon (Solo, The Beatles)
2. Liam Gallagher (Oasis, Beady Eye)
3. David Bowie
4. Alex Turner (Arctic Monkeys)
5. Kurt Cobain (Nirvana)
6. Amy Winehouse
7. Jimi Hendrix
8. Morrissey (Solo, The Smiths)
9. Noel Gallagher (Oasis, High Flying Birds)
10. Ian Curtis (New Order)

Ringo Starr é o baterista mais rico do mundo. Confira a lista com os 30 maiores

Padrão

O ex-Beatle Ringo Starr foi considerado o baterista mais rico do mundo, segundo o site Celebrity Networth.

Starr possui uma fortuna estimada em US$ 300 milhões e encabeça uma lista com 30 grandes nomes do rock. O segundo lugar ficou para o hitman Phil Collins com US$ 250 milhões e Dave Grohl, ex-Nirvana e atual vocalista do Foo Fighters está na terceira posição com US$ 225 milhões.

Figuram na lista nomes como Don Henley do Eagles, Charlie Watts dos Rolling Stones, Neil Peart do Rush, Roger Taylor do Queen e Larry Mullen Jr. do U2.

Ringo Starr esteve em turnê no Brasil com a sua All Starr Band em 2011 e passou pelas cidades de São Paulo, Rio, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília e Recife. Ele lançou seu novo último álbum de estúdio, Ringo 2012 no inicio deste ano.

Confira abaixo a lista com os 30 bateristas mais ricos do mundo:

1. Ringo Starr – US$ 300
2. Phil Collins – US$ 250
3. Dave Grohl – US$ 225
4. Don Henley – US$ 200
5. Lars Ulrich – US$ 175
6. Charlie Watts – US$ 160
7. Larry Mullen Jr – US$ 150
8. Roger Taylor – US$ 105
9. Joey Kramer – US$ 100
10. Chad Smith – US$ 90
11. Travis Barkey – US$ 85
12. Stewart Coppeland – US$ 80
13. Alex Van Halen – US$ 75
14. Nick Mason – US$ 75
15. Tommy Lee – US$ 70
16. Bill Ward – US$ 65
17. Jon Fishman – US$ 60
18. Carter Beauford – US$ 55
19. Rick Allen – US$ 50
20. Tre Cool – US$ 45
21. Danny Carey – US$ 40
22. Tico Torres – US$ 40
23. Max Weinberg – US$ 35
24. Mickey Hart – US$ 30
25. Bill Kreutzmann – US$ 25
26. Neil Peart – US$ 22
27. Taylor Hawkins – US$ 20
28. Questlove – US$ 16
29. Steven Adler – US$ 15
30. Mick Fleetwood – US$ 8,5