A indústria musical perde a pioneira Frances Preston aos 83 anos

Padrão

A pioneira da industria da música e ex-presidente da gravadora BMI, Frances Preston morreu em sua residencia em Nashville na última quarta-feira (13).

As informações são da Reuters. Ela tinha 83 anos e atuou no mercado fonográfico por seis décadas.  Seu maior legado foi a luta pelos direitos autorais dos compositores, atuando com afino no crescimento de sua empresa e na diversidade musical.

Ela foi a primeira representante dos direitos dos artistas quando foi contrtada para inaugurar o escritório regional da BMI no sul dos Estados Unidos, ainda quando a industria fonográfica ainda se desenvolvia.

Esteve no cargo de CEO da BMI de 1986 até 2004 e durante este período, colaborou decisivamente para que o pagamento dos royalties aos artistas, editores e compositores tivessem um registro superior a 300%.

Várias lendas da música foram apoiados por Preston, incluindo Willie Nelson, Johnny Cash (1932-2003), Dolly Parton e Kris Kristofferson. Este último se referia a Preston como “um anjo da guarda dos autores”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s