Orquestra britânica toca para plantas com fins de experimentação

Padrão

Uma das mais conceituadas orquestras sinfônicas do mundo teve uma experiência bem inusitada. A Royal Philharmonic Orchestra fez um recital de três horas no Cadogan Hall, em Londres diante de mais de 100 variedades de vegetais e plantas.

Foto: Divulgação

Entre a “platéia” estavam “Brincos-de-Princesa” e “Gerânios”. Até o maestro Benjamin Pope achou a experiência estranha:

“Já havíamos tocado alguns recitais pouco comuns antes, mas este deve ter sido o mais estranho. A plateia foi a mais cheirosa para a qual já tocamos, embora tenha sido ligeiramente irritante ver todas as filas repletas de cabeças abaixadas, ao invés de seres humanos aplaudindo”, afirmou.

A idéia foi da empresa QVC que opera no país como um canal de compras e queria finalizar uma polêmica teoria de que as ondas sonoras auxiliam na produção de proteínas nas plantas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s